MonthApril 2013

Além de adquirir conhecimento, trabalhe a cada dia suas habilidades emocionais

Além de tornar-se cada vez mais competente em termos de conhecimentos, é preciso desenvolver também habilidades críticas que o ajudarão em momentos difíceis, junto a pessoas e equipes. SUAS COMPETÊNCIAS EMOCIONAIS.

Medo e raiva interferem na capacidade de resolver problemas complexos.

Medo e raiva interferem na capacidade de resolver problemas complexos.

Algumas destas habilidades são:

Tolerância à ambiguidade

Pessoas capazes de lidarem confortavelmente com situações que não podem ser antecipadas ou fogem das expectativas. Incerteza, variedade, novidade, diversidade, mudanças, falta de clareza, falta de estrutura e de rotina são exemplos de ambiguidade. Quem souber encarar todas essas questões de forma eficaz, pode dizer que tem essa competência.

Compostura

Saber lidar com tarefas e problemas complexos pensando claramente e com calma. Para a maioria das pessoas, fatores de estresse, como riscos e conflitos, aumentam as reações emocionais (como medo e raiva) e interferem na capacidade de resolver problemas complexos em que é preciso pensar objetivamente e analiticamente.

Empatia

Saber ganhar a compreensão de outras pessoas. Inclui a capacidade de analisar com precisão as habilidades e motivações das pessoas, incluindo os pontos fortes e fracos. Envolve ainda a sensibilidade às diferenças, saber compreender os diferentes pontos de vista.

Energia

Conseguir encarar tarefas difíceis durante longos períodos de tempo. Capacidade de lidar com decepções e fracassos para realizar os objetivos e tarefas. Pessoas com muita energia geralmente têm uma imagem positiva de si mesmas.

Humildade

Essa competência emocional se refere à capacidade de se adaptar a diferentes pessoas e/ou circunstâncias. Essas pessoas podem modificar o comportamento rapidamente para lidar com diferentes tipos de pessoas e situações. São pessoas geralmente fáceis de trabalhar e ótimas para se ter na equipe.

Confiança

Essas pessoas acreditam serem capazes de superar quaisquer obstáculos. Dê a elas desafios, que envolvam riscos e problemas complexos. Quem não tiver essa competência, irá preferir assumir tarefas facilmente controláveis, com poucos desafios.

LEIA MAIS NESTE ÓTIMO ARTIGO:

http://epocanegocios.globo.com/Inspiracao/Carreira/noticia/2013/04/voce-tem-o-nivel-ideal-de-inteligencia-emocional.html

MARKETING DIGITAL – O desafio da atualização constante

Compreender a real eficácia das ações web exige busca de informações e atualização constantes. Para responder questões como essa:

“…o fato é que pega muito bem mostrar para o chefe que determinada ação no Facebook gerou mais de mil dedinhos para cima curtindo aquilo. Ou então gerou mais de 500 seguidores ou 350 retweets. Mas a pergunta é: Esse comportamento on-line está sendo refletido em ações de marketing efetivas, que fazem o consumidor ir ao supermercado, pegar o produto na gôndola e ir para o check-out? Não?”

http://www.administradores.com.br/artigos/marketing/onde-esta-o-diapasao-das-marcas-no-facebook/69781/

Em busca de constantes atualizações acabo de completar mais um curso on-line: Curso de Marketing Digital On-line Learncafe.

learncafe

Relacionamento Marketing X Vendas.

Confira este excelente e objetivo artigo sobre geração de leads e resultados de vendas. Este tem sido um dos focos de nossa Consutoria – APROXIMAR MARKETING e VENDAS.

JOSÉ LUIZ DE OLIVEIRA

JOSÉ LUIZ DE OLIVEIRA – Consultor-chefe da OLIV.

Marketing para geração de leads: definindo métricas

Postado por Glaucia Maurano – 04/04/2013 (http://www.mundodomarketing.com.br/artigos/glaucia-maurano/27158/marketing-para-geracao-de-leads-definindo-metricas.html)

Cada vez mais, os profissionais de Marketing são desafiados, assim como outros executivos, a demonstrar a contribuição de seus investimentos para o negócio em si. Isso porque a pressão pela sustentabilidade das companhias é, a cada dia, maior. Apesar do pânico inicial que isso possa causar, acredito que não deva ser motivo de angústia, mas sim de motivação. Afinal, um processo de geração de leads baseado em métricas definidas, de forma clara e realista, deve trazer ao profissional de Marketing a trilha (e a segurança) necessária para a realização de um trabalho de qualidade. Mas como definir esta trilha?

Passo 1: Conecte-se ao negócio
Além de conhecer a empresa para qual trabalha, é importante que o profissional de Marketing esteja conectado ao negócio da empresa, e para tanto, minimamente ele deve:
– Conhecer a meta para o ano e por trimestre, caso não participe do processo de decisão, que seja por meio de informações de inteligência de mercado,
– Caso seja responsável por mais de um país ou pelo Brasil como um todo, saber quais as metas por região (lembrando que o que funciona em um lugar, não necessariamente é aplicável em outro);
– Saber quantas propostas são efetuadas versus quantas são fechadas.

Passo 2: Calcule a necessidade de pipeline de sua empresa
A base deste cálculo é a razão entre quantas propostas são efetuadas versus quantas são fechadas. Não basta gerar uma lista enorme de leads e eles não se concretizarem. É um trabalho em vão. Por isso, tenha claro que:
- meta anual: R$1.000.000
– propostas efetuadas versus fechadas: 5 efetuadas versus 1 efetuada (*)
– meta de geração de leads da empresa: R$1.000.000 versus 5 = R$5.000.000

(*) este número usualmente varia de 3 a 5, dependendo da maturidade do produto, da concorrência e da indústria. Um número maior que 5 pode sugerir ajustes necessários na forma de vender, no produto em si ou na operação da empresa.

Passo 3: Compare seu plano de Marketing com o pipeline necessário
Neste ponto, devem ser levadas em consideração as informações do item acima, além de: o percentual de pipeline esperado por cada área de vendas (sim porque o pipeline não virá 100% de marketing) e os números do ano anterior.

Passo 4: Verifique o budget de Marketing necessário para atingir seus objetivos
No entanto, independentemente da adoção dos passos aqui sugeridos, o importante é que o profissional de marketing procure trazer para o seu dia a dia a criatividade que lhe é nata, atrelada à métrica e aos processos – que podem ser totalmente aprendidos e ensinados! Essa combinação – que não tem nada de mágica – fará com que seja possível demonstrar a real contribuição de seu trabalho para o avanço dos negócios de sua empresa que, no fim do dia, é o que buscamos.

© 2017 Oliv Consultoria

Theme by Anders NorenUp ↑