Além de tornar-se cada vez mais competente em termos de conhecimentos, é preciso desenvolver também habilidades críticas que o ajudarão em momentos difíceis, junto a pessoas e equipes. SUAS COMPETÊNCIAS EMOCIONAIS.

Medo e raiva interferem na capacidade de resolver problemas complexos.

Medo e raiva interferem na capacidade de resolver problemas complexos.

Algumas destas habilidades são:

Tolerância à ambiguidade

Pessoas capazes de lidarem confortavelmente com situações que não podem ser antecipadas ou fogem das expectativas. Incerteza, variedade, novidade, diversidade, mudanças, falta de clareza, falta de estrutura e de rotina são exemplos de ambiguidade. Quem souber encarar todas essas questões de forma eficaz, pode dizer que tem essa competência.

Compostura

Saber lidar com tarefas e problemas complexos pensando claramente e com calma. Para a maioria das pessoas, fatores de estresse, como riscos e conflitos, aumentam as reações emocionais (como medo e raiva) e interferem na capacidade de resolver problemas complexos em que é preciso pensar objetivamente e analiticamente.

Empatia

Saber ganhar a compreensão de outras pessoas. Inclui a capacidade de analisar com precisão as habilidades e motivações das pessoas, incluindo os pontos fortes e fracos. Envolve ainda a sensibilidade às diferenças, saber compreender os diferentes pontos de vista.

Energia

Conseguir encarar tarefas difíceis durante longos períodos de tempo. Capacidade de lidar com decepções e fracassos para realizar os objetivos e tarefas. Pessoas com muita energia geralmente têm uma imagem positiva de si mesmas.

Humildade

Essa competência emocional se refere à capacidade de se adaptar a diferentes pessoas e/ou circunstâncias. Essas pessoas podem modificar o comportamento rapidamente para lidar com diferentes tipos de pessoas e situações. São pessoas geralmente fáceis de trabalhar e ótimas para se ter na equipe.

Confiança

Essas pessoas acreditam serem capazes de superar quaisquer obstáculos. Dê a elas desafios, que envolvam riscos e problemas complexos. Quem não tiver essa competência, irá preferir assumir tarefas facilmente controláveis, com poucos desafios.

LEIA MAIS NESTE ÓTIMO ARTIGO:

http://epocanegocios.globo.com/Inspiracao/Carreira/noticia/2013/04/voce-tem-o-nivel-ideal-de-inteligencia-emocional.html